Direitos e Deveres ao Votar



 A história é essa todo mundo sabe que o poder emana do povo e ainda se assustam quando nosso grito se faz valer.

Tenho uma coisa a dizer em relação a união do povão; como democracia temos o direito, somos eleitores. Basta fazer a coisa certa na hora certa. Agora baderna e quebradeira em nome da ordem e progresso é diferente.
Não é vergonhoso assumir que às vezes é difícil conter os nervos, só que extrapolar em casa é uma coisa e fora é outra.
Quero dizer com isso que, não há desculpa, para sairmos por aí chutando tudo a nossa frente.
Como nação vivemos em comunidade para usufruirmos dos bens, direitos e deveres de todos e como tal reconhecer que estamos interligados, quem não sabe viver em sociedade tem que procurar outro meio de convivência, na matas, para não machucar alguém, nem mesmo usar esta proximidade como uma desculpa para culpabilizar outros das tragédias pessoais.
Sabemos que nós todos passamos por circunstâncias que nos transformam, moldam-nos, e reagimos de maneiras diferentes a situações diferentes que enfrentamos,no entanto, ninguém tem culpa pelo que aconteceu para nós na vida...
Revolta pessoal deve ser tratada com terapia individualmente, não coletivamente para ser mais específico politicamente correto.Tenho uma coisa a dizer em relação aos convites para ir para rua; somos humanos, não monstros, como já disse, não é vergonhoso assumir que às vezes é difícil de conter os nervos. Entretanto, isso não é desculpa, para sairmos por aí chutando tudo a nossa frente. Como nação vivemos em comunidade para usufruirmos dos bens, direitos e deveres de todos e como tal reconhecer que estamos interligados, não para machucar alguém, nem mesmo usar esta proximidade como uma desculpa para culpabilizar outros das tragédias pessoais. Todos nós passamos por circunstâncias que nos transformam, moldam-nos, e reagimos de maneiras diferentes a situações diferentes que enfrentamos, no entanto, ninguém tem culpa pelo que aconteceu para nós na vida. Revolta pessoal deve ser tratada com terapia individualmente, não coletivamente para ser mais específico politicamente.